quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

(Imagem: Helena Almeida)




Entras
em mim descalça, vulnerável
como um alvo próximo, ferida
nos joelhos e nas coxas. Pelo tacto
nos conhecemos, é essa luz
oblíqua que nos cega. E te pertenço
e me pertences como
a lâmina
à bainha, a chama
ao pavio.



 
Albano Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário