quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

(Imagem: Flor Garduño)




Linho dos ombros
ao tacto
já tecido


Túnica branda
cingida sobre as
espáduas


Os rins despidos
no fato já subido
as tuas mãos abrindo a madrugada


Linho dos seios
na roca dos sentidos
a seda lenta sedenta na garganta


A lã da boca
cardada
no gemido


E nos joelhos a sede
que os abranda


Linho das ancas
bordado
de torpor


A boca espessa
o fuso da garganta




Maria Teresa Horta


2 comentários: