sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Tua voz


(Imagem: Stanko Abadzic)






tua voz
há pouco
rasgou-me
como um véu
solto ao vento
sem destino

3 comentários:

  1. confesso:
    entre sussurros desconexos
    transbordo...

    .................

    www.escarceunario.blogspot.com
    www.setecetaras.blogspot.com

    comentários através do mozilla firefox

    ResponderExcluir
  2. Da poeta é doce a voz que, como um véu, acaricia e dá destino ao leitor.

    ResponderExcluir
  3. hum...lindo...interessante...como não sou poeta e tampouco escritor..me atrevo..
    tua voz...com teu amor
    rompeu a armadura de pedra,
    que costumeiramente alimentava,
    através da hipocrisia diária.
    tua voz...com teu amor
    fissurou o coração que já
    não sentia...
    tua voz...com teu amor,
    curou a dor que ia em
    minha alma....AZ

    ResponderExcluir