domingo, 28 de agosto de 2011

tramas

(Imagem: Mira Schendel)



há uma vida que me espera
numa concha de ostra
em dúbia esfera
numa jarra de louça
na pia moderna
uma vida que me espera
atrás da porta
debaixo do cobertor
em todas as horas
na mandinga
na esquina
no calor
em milhões de filhos
nas dívidas
no amor
como um passo
uma febre
um atraso bem de leve
nas cores do ventilador

Um comentário: