segunda-feira, 11 de julho de 2011

 

O Nosso


devo
chegar com meus lábios
aos seus olhos ilimitados

e então hei de me surpreender com as veias pulsando de leve,
suboculares,
e hei de compreender: é por causa de sua transparência
e de seu incorpóreo
que são assim claros e doentes
esses olhos ligeiramente trêmulos

e eu hei de amá-la com minhas mãos e meus lábios,
com o silêncio, o sono e as ruas dos meus versos
com a mentira - para o Estado
com a verdade - para a vida

[...]

Guenádi Aigui

Nenhum comentário:

Postar um comentário